Segunda-feira, 19 de Novembro de 2007

CCC - Centro Cultural de Cascais

 O Centro Cultural de Cascais encontra-se instalado na "Casa Cor-de-Rosa", antigo Convento de Nossa Senhora da Piedade.

A edificação deste Convento foi iniciativa do IV Conde de Monsanto, D. António de Castro, que nele desejava instalar o primeiro Colégio Português de Filosofia, tendo as obras sido concluídas em 1641. A história do Convento, até 1834, está descrita na Crónica das Carmelitas Descalças, ordem religiosa que o ocupou até essa data. Quando, nesse ano, as ordens religiosas foram extintas, o Convento ficou votado ao abandono e em ruína. Depois de passar por diversos proprietários foi adquirido pelo Visconde da Gandarinha, em finais do século XIX, que ali mandou instalar o seu palácio de veraneio, loteando os terrenos circundantes.

Já em meados do século XX o edifício foi adquirido pela família Espírito Santo e, em 1977, a Câmara Municipal de Cascais tomou posse, por escritura de doação, da Sociedade Casas da Gandarinha SARL, com a salvaguarda da gestão da capela pela autoridade esclesiástica local.

 

O novo Centro Cultural de Cascais abriu as suas portas a 15 de Maio de 2000, revelando-se um espaço multifuncional.

 

Principais características:

- Espaço multidisciplinar, especialmente vocacionado para as artes plásticas, mas cuja polivalência poderá ser testada em seminários, concertos, espectáculos, etc.

- O quarto maior espaço do país em área coberta para exposições, com uma área total de 3.733 m2:

- O Centro dispõe de uma Capela, com um auditório multifuncional onde se poderão realizar conferências, seminários, pequenos concertos de música, performances e exposições que exijam amplo pé direito, sem inviabilizar a sua vocação inicial de prática de culto religioso, já que, na remodelação a que foi sujeita manteve-se a possibilidade de celebrar culto ao mesmo tempo que se procurou criar condições para a montagem de exposições.

- A parte nobre do edifício integra três grandes áreas para exposição, apetrechadas com os mais sofisticados meios técnicos em vertentes tão sensíveis como a iluminação, com sistema natural e artificial de luz na área de exposições; isolamento acústico, segurança contra intrusão e incêndio, sonoridade com um sistema de altifalantes criteriosamente distribuídos pelo edifício que asseguram uma boa qualidade sonora;

- Áreas de Lazer: cafetaria, lojas, esplanada, valorizadas por um pátio que recebe luz natural.

 

Já se realizaram neste espaço, exposições de obras de Picasso, Júlio Pomar, Daumier, José Rodrigues, René Bertholo, António Dacosta, Arroyo, Konstantin Bessmertny, Jules Maidoff, João Abel Manta e Nadir Afonso, entre outros.

 

 

Centro Cultural de Cascais

3ª a Domingo - das 10h às 18.00h

Avª. Rei Humberto II de Itália, S/N  2750-641 CASCAIS

Tel.: 214848900


publicado por projectocascais às 12:49
link do post | comentar | favorito

.mais sobre nós

.pesquisar

 

.Novembro 2007

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
14
15
16
17

18
20
22
23
24

25
27
28
29
30


.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

.posts recentes

. Casa Seixas

. Forte Velho do Guincho

. Marégrafo de Cascais

. A nossa agenda de Novembr...

. CCC - Centro Cultural de ...

. Auditório Fernando Lopes-...

. Casa de Santa Maria

. Farol - Museu Santa Marta

. Biblioteca Municipal de C...

. Moinho de Armação Tipo Am...

.arquivos

. Novembro 2007

.tags

. todas as tags

SAPO Blogs

.subscrever feeds